Custo de Vida

19:58:00 0 Comments

  Passando pelas ruas do antigo pais dos astecas. O chofer de táxi era um velho alegre e falador. As ruas do grande mercado de ''La Merced'', os armazéns de víveres, estão repletos de gentes que compram.
  O homem do táxi comentava algo sobre o custo de vida e nos disse:"Vejam, estes armazéns a nenhuma hora estão desocupados, por estas ruas circulam milhões de pesos diariamente. Estes locais são caríssimos e portanto os comerciantes devem tirar os aluguéis nos altos preços de seus produtos. Por isso e mais os víveres são tão caros . . . ''E contestamos: "Assim é ...e tem que ter em conta os monopolizadores. O camponês é quem menos ganha. O produto passa por muitas mãos e quando chega ao consumidor traz toda a sobrecarga'.
  O carro abre passagem e o chofer: "Vejam, os comerciantes levaram um memorial ao governo solicitando intervenção nos preços dos altos aluguéis desse locais; assim, afirmam, poderiam vender a preço mais baixos. "Isto esclareço". E respondemos: "A Municipalização na moradia de todos os locais comerciais, traria o abarateamento da vida. Porque o governo pode ter armazém de depósitos de víveres para evitar monopolizadores, assim o camponês receberia o preço justo de seus produtos.

  "O distribuidor venderia a preços controlados pelo governo".
  Não necessitamos de capitalismo nem de comunismo para viver, o que é necessário é a compreensão.


Samael Aun Weor

0 Comentários existentes: