Cientistas desenvolvem novo metal transparente

15:52:00 0 Comments


Smartphone, Foto, Telefone, Móveis, Câmera, Retrato

Desenvolvido para telas de TV e smartphones o novo metal é até 5% mais barato que o material utilizado para fabricação de telas touch atualmente.
Segundo pesquisadores americanos, o metal em questão é transparente e extremamente condutivo. Como ele é mais barato que o material usado atualmente, reduziria o custo dos smartphones e TVs.

TECNOLOGIA ATUAL

Os monitores atuais são feitos de óxido de indio-estanho(OIE), que conta com mais de 90% da produção nos tornando dependentes do material. E não é por isso que ele é barato, o preço do OIE só vem aumentando nos últimos anos e atualmente está de $400 a $750 o Kg, e motivo não é difícil de entender, o material está ficando escasso e atualmente contribui a aproximadamente 40% do valor de um smartphone ou tablet. Além de ser um material frágil, tornando difícil o manuseio por parte das fábricas.

Óxido de Indio-Estanho
Mesmo com esses problemas, o OIE era o unico material ate agora a ter ótima condutividade e opacidade, propriedades essenciais para uma rápida resposta ao toque e boa capacidade de permeabilidade de luz respectivamente.

DESCOBERTA

Tendo em vista a capacidade desse protudo entrar completamente em escassez ou os custos ficarem altos demais pesquisadores da Universidade Estadual da Pensilvânia vem trabalhando em algo que substitua o material. Segundo os pesquisadores, eles conseguiram transparência ótica, condutividade elétrica e eficiência de fabricação com uma nova classe de material chamada Metal Correlacionado.

A equipe liderada pelo engenheiro romano Engel-Herbert desenvolveu folhas do novo material com 10nm de espessura deixando-as com uma estrutura molecular única. Na maior parte dos metais, como cobre, ouro, prata e alumínio, os eletrons fluem como uma nuvem de gás, em metais correlacionados, eles se movem como um líquido, permitindo que o material altere as fases dependendo da forma como ele é usado.

Dedo, Toque, Mão, Estrutura, Redes, Internet, RedeSegundo Engel-Herbert a transparência do metal é feita alterando a massa efetiva dos elétrons.
"Estamos fazendo isso por escolha de materiais em que a interação eletrostática entre elétrons com carga negativa é muito grande em comparação com a sua energia cinética. Como resultado deste efeito de correlação eletrônica forte, 'sentir' os elétrons entre si e se comportar como um líquido em vez de um gás de partículas não interagindo. ", conclui ele.


MATÉRIA PRIMA BARATA

Os metais correlacionados podem ser produzidos com vanadato de estrôncio, que podem ser encontrados em abundância na crosta terrestre. O vanadio custa aproximadamente 25 dólares o Kg, e o estrôncio ainda menos. Enquando o OIE custa até 750 dólares.

Agora, o grande desafio dos pesquisadores é  a produção do material em larga escala, pois Engel-Herbert acredita que não há nenhuma razão para que o Vanadato de Estrôncio não substitua o OIE em equipamentos atuais. Alem disso, afirma ele que o material também poderá ser utilizado para células solares mais baratas no futuro. E quem sabe teríamos janelas inteligentes em nossas casas no futuro.



Fonte: Science Alert
Imagens: Pixabay

0 Comentários existentes: