Afinal, por que cheiramos livros?

03:45:00 0 Comments

Dentre todas as indagações feitas a respeito do hábito da leitura, uma é fato: Ler é uma delícia!


Além de nos proporcionar momentos agradáveis, fazer bem ao cérebro, nos instruir, entreter e tudo mais, outro fator que torna os livros uma delícia, é o maravilhoso cheiro de suas páginas.

Se você é um apreciador da literatura, um amante dos livros, ou simplesmente tem o hábito da leitura, você com certeza já deu nem que seja uma cheiradinha em algum livro. Eu particularmente cheiro mais um livro do que leio. E muitas vezes não consigo me controlar, o que atrapalha até na hora de ler. Então não sejam eu. Mesmo que o cheiro seja muito bom, foque na leitura!


Porém, não é todo livro que se é cheirado. Livros antigos, por exemplo, não têm um cheiro muito agradável. Livros novos entretanto, cheiram extremamente bem, o que torna uma ida à livraria um prato cheio para os cheiradores de livros.

Mas afinal, o que faz os livros terem esse cheiro tão legal e viciante?

Bem, o cheiro dos livros se deve simplesmente aos componentes químicos presentes na fabricação do papel, na tinta e nos diferentes tipos de cola usados na encadernação (sim, você pode ter cheirado cola).

No caso do papel, ele pode ser produzido a partir de polpa de madeira ou algodão e tecidos. Na polpa, é adicionado hidróxido de sódio para aumentar o pH e fazer com que ela inche. As fibras, então, são branqueadas com várias substâncias junto com peróxido de hidrogênio e depois misturadas com uma água, que contem dímero de alquilceteno, com aditivos para modificar as propriedades do papel.

Todos esses componentes exalam um odor agradável na atmosfera. E é por isso que você cheira livros.


Com o tempo, a celulose e a lignina do papel se degradam, causando tanto o amarelamento das páginas, quanto aquele desagradável cheiro de livro antigo. Mofo também ajuda nessa processo, então guarde seus livros em um local arejado e tome cuidado para não mofarem e se transformarem em Power Rangers.

Muitas pessoas acreditam que deixar o livro no plástico conserva a obra, mas na verdade o livro precisa respirar. As páginas precisam ser foleadas e receber a circulação do vento. Caso isso não ocorra, as folhas ficam ressecadas, e o cheiro até vai embora mais rápido.


Embora agora saibamos de onde vem o agradável e viciante cheiro dos nossos objetos favoritos, lembrem-se de que mais agradável do que cheirar é ler. Então sempre que puderem, leiam. É um bom hábito que se deve levar para a vida toda.

0 Comentários existentes: