DICA MUSICAL | 5 bandas com dois vocalistas

19:24:00 2 Comments

Se você gosta de música, já deve ter visto vários duetos por ai, assim como também deve ter visto vocalistas que dividem o cargo com algum outro músico da banda. Mas existem bandas onde a exclusiva função de cantar é dada a duas pessoas.

Isso é muito comum nos gêneros gothic metal e simphonic metal, onde geralmente as vozes são alternadas entre gutural e vocal lírico, mas na maioria das vezes, o vocal masculino toca algum instrumento. Nesta lista, separei cinco bandas com dois vocalistas onde ambos apenas cantam.

Se você conhecer alguma banda com dois vocalistas que não esteja nesta lista, deixe nos comentários (Lembrando que todo mundo já conhece o Linkin Park).



Lacuna Coil
Esta é uma que venho da leva das bandas de gothic metal com dois vocais. Mais tarde, como também ocorreram com várias outras bandas, o Lacuna Coil passou a misturar o gotic com o nu metal, alterando um pouco o seu som. Os vocais são divididos entre os italianos Andrea Ferro, que faz gutural às vezes mas geralmente atua com sua voz limpa, embora firme e agressiva, e a ilustre Cristina Scabbia, que tem uma voz poderosa, as vezes doce, as vezes agressiva. 




Coronatus

O Coronatus é uma banda que mistura simphonic com folk metal fazendo um som bem agradável. Já trocaram de vocalistas algumas vezes, mas sempre foi a mesma composição, uma mulher com vocal lírico e outra com vocal limpo que sempre se alternam e combinam com perfeição.



Kontrust

Os austríacos do Kontrust fazem um som bem maneiro. Misturam polka com nu metal, resultando num som pesado, dançante e animado com bastante percussão. Os vocais são divididos entre a poderosa e agressiva voz de Agata Jarosz, e a grossa e possante voz de Stefan Lichtenberger, que também faz gutural. As vozes se encaixam de uma maneira tão legal, que se tirar um dos vocais, o som fica estranho.





High and Mighty Color

Saindo da Áustria para o Japão, era uma vez uma cantora chamada Maaki. Seu produtor musical a sugeriu se juntar com uma banda de jovens roqueiros para combinar o som de ambos. E deu muito certo. O Haikara, como é conhecido por alguns fãs, fez muito sucesso no Japão fazendo um j-rock misturado com nu metal. Os vocais eram divididos pela voz marcante e agradável da Maaki, e a versatilidade do Yuusuke que fazia tanto rap quanto gutural e drive. Mais tarde a Maaki sairia da banda, sendo substituída pela Halca, mas infelizmente a banda acabou, deixando aí sua marca e algumas trilhas sonoras de animes. Maaki segue carreira solo, e Yuusuke montou a banda Sun of a Starve.






Theatre of Tragedy

Considerada a melhor banda de gothic metal que já existiu, o ToT infelizmente também acabou, deixando aí seu legado e importância para o gênero. A banda começou nos anos 90 com os guturais de Raymond István Rohonyi, e o suave lírico de Liv Kristine (uma das melhores vocalistas de metal de todos os tempos). Depois a banda mudou o gênero para um rock industrial super diferente do som que faziam antes, e mais tarde Liv foi substituída por Nell Sigland. A fase de Nell resgatou um pouco do som original da banda, mas infelizmente o Theatre of Tragedy encerrou suas atividades. Liv por sua vez, além de lançar álbuns solo, se juntou ao Atrocity, banda de seu marido Alexander Krull, e fundou o Leaves’ Eyes, excelente banda de simphonic metal que também alterna os vocais entre duas pessoas, Liv e Alexander (vale também ressaltar que Liv fez diversas participações como convidada em outras bandas).



2 comentários: